Menu
logo
  • RTP_ha_sempre_um_amanha_03
  • RTP_ha_sempre_um_amanha_04
  • RTP_ha_sempre_um_amanha_05
  • RTP_ha_sempre_um_amanha_06
  • RTP_ha_sempre_um_amanha_01
  • RTP_ha_sempre_um_amanha_02

Paulo Lima é o engenheiro responsável por uma fábrica especializada de componentes eletrónicos, pertencente a uma multinacional. É ele o responsável pelo desenvolvimento daquela unidade que é considerada uma das mais eficientes e de melhor qualidade existentes em Portugal. Devido à recessão mundial, a fábrica recebe a visita de Luísa, uma executiva de topo da Empresa. Embora seja uma unidade fabril rentável, Luísa insiste em tentar aumentar ainda mais o lucro. O seu argumento é muito simples: aquela fábrica no Brasil produziria o mesmo e muito mais barato.

Perante a inflexibilidade de Luísa em aceitar os sucessivos planos de redução de custos que Paulo propõe, Paulo decide fazer um ultimato a Luísa: se ela não aceitar o seu plano, ele abandona a fábrica e a empresa. Orgulhosa e sem contactar os seus superiores, Luísa decide despedir Paulo.

Cinco anos depois, Paulo regressa com novas competências e experiência adquirida e, com todos aqueles que com ele lutaram, propõem-se dar vida à pequena empresa.